Editoria

Um dos principais propósitos do Instituto Noos é divulgar as metodologias e práticas dos integrantes do Instituto e obras afins, ampliando o conhecimento geral sobre a terapia social sistêmica.

Através da nossa editora, queremos proporcionar uma troca de saberes, tendo sempre a preocupação de seguir uma linha de publicação que reflita nossas atividades e traga clareza a questões tão densas como a violência intrafamiliar, o abrigamento de crianças e adolescentes e os cuidados terapêuticos.

Todo o produto da venda é revertido aos projetos sociais do Instituto Noos.

O Conselho Editorial da editora do Instituto Noos é composto pelos seguintes nomes:

Adriano Beiras (Noos – RJ/UFSC-SC)

Carla Guanaes Lorenzi (USP – Ribeirão Preto-SP)

Emerson F. Rasera (UFU – MG)

Helena Maffei Cruz (Noos – SP)

Leonor M. Cantera (UAB – Barcelona, Espanha)

Marcos Nascimento (IFF/Fiocruz-RJ)

Murilo dos  Santos Moscheta (UEM – PR)

Rosana Rapizo (Uerj)

Rosa Maria Macedo (PUC – RS)

Maus tratos e protecao de criancas_capa_FINAL_72

Maus-tratos e proteção de crianças e adolescentes: uma visão ecossistêmica

Victoria Lidchi

Maus-tratos e proteção de crianças e adolescentes: uma visão ecossistêmica traz  importantes contribuições para profissionais que trabalham com situa­ções de violência intrafamiliar e que pretendem tanto aprofundar sua compreensão sobre esses temas como ampliar seu método de trabalho. Modelos e conceitos que fundamentam intervenções para prevenção de casos de abusos e maus-tratos infanto juvenis são identificados neste livro com o objetivo de criar uma linguagem comum utilizada por profissionais que, em diferentes países, trabalham com essa problemática — o que pode facilitar a comparação dos resultados de pesquisas. 

 A partir da leitura deste livro, você obterá recursos para lidar com a questão dos maus-tratos a crianças e adolescentes em sua vida profissional. Dessa forma, ele é um importante material de instrução e educação em saúde para as equipes profissionais e multidisciplinares que estão se for­mando, com o objetivo de fazer com que o direito da criança e do adolescente, assegurado em lei, seja respeitado e ampliado.
Para adquiri-lo, clique aqui.
AF_Construcionismo_capa.ai

Construcionismo social: discurso, prática e produção do conhecimento

Carla Guanaes-Lorenzi, Murilo S. Moscheta, Clarissa M. Corradi-Webster, Laura Vilela e Souza

Diálogos sobre a construção social do bom, do racional e do real espalham-se pelo mundo. E, uma vez que ninguém é o “dono do território” – não há autoridade dominante –, o diálogo está sempre se expandindo e enriquecendo. Com isso, vem uma fonte de ideias inspiradoras e práticas inovadoras. Não há melhor exemplo desse deslumbrante fluxo de ideias e recursos do que esse livro. Entre as capas desta obra, encontramos um maravilhoso banquete de ideias e práticas em desenvolvimento, nascidas no contexto brasileiro, que passam, agora, a fazer parte de uma conversa global. Os capítulos sobre a teoria construcionista não repetem simplesmente as confortáveis ideias do passado, nem reiteram as tradicionais respostas a seus críticos. Ao contrário, introduzem novos temas, ampliam o campo das reflexões e afiam o nosso entendimento sobre o contexto histórico em que essas ideias foram desenvolvidas e se expandiram. Essas contribuições são essenciais para a continuidade da vitalidade do movimento em direção a um entendimento socialmente embasado acerca de nossas vidas conjuntas. A teoria construcionista social nasceu no diálogo, e se este diálogo tornar-se uma doutrina dominante, seu poder de transformação será perdido. Por isso, o presente volume é inspirador.

Para adquiri-lo, clique aqui.
homens__mulheres_e_violencia

Homens, mulheres e violência

Simone Ferreira Alvim e Lídio de Souza

Neste livro, os autores partem do pressuposto de que a violência conjugal é um produto das relações sociais para investigar a história de homens e mulheres, vítimas e autores de violência doméstica. Ao longo do trabalho, os autores abordam o cotidiano conjugal, as motivações e causas para a violência, as consequências para o relacionamento e para a saúde. As informações captadas pelo estudo indicam que, para atingir uma compreensão mais adequada das múltiplas formas de expressão da violência conjugal, os estudos devem considerar ambos os gêneros, de forma ampla.

Para adquiri-lo, clique aqui.
Capa Tom

Processos reflexivos

Tom Andersen
O que acontece quando, removidas as barreiras entre terapeutas e clientes, todos participam de um diálogo sobre mudança e até mesmo terapeutas e clientes trocam de lugares? Este livro conta como se dá este processo que muda papéis, regras e expectativas da terapia. Operando dentro do formato doreflecting team, profissionais encontram seus clientes sem hipóteses prévias. Juntos eles se engajam numa conversa que se torna uma busca pelo ainda-não-visto, pelo ainda-não-pensado, e por compreensões alternativas do que tenha sido definido como problemático. À medida que clientes e terapeutas trocam de lugares e vários membros do grupo participam da conversa, ampliam-se as possibilidades de mudança.
 
Para adquiri-lo, clique aqui.