Sobre / História

foto-historia

Pré-história

Em 1990, Carlos Eduardo Zuma e Jorge Bergallo, psicólogos, André Souza Rego e Helena Júlia Monte, psiquiatras, se encontram no início do 3º ano do curso de formação em terapia de família no Instituto de Terapia de Família – RJ (ITF-RJ). Os quatro formam um grupo de estudos para escrever coletivamente seu trabalho de conclusão de curso. No percurso, percebem o potencial de inovação e renovação das práticas de saúde mental e de ampliação do número de beneficiários quando, nesta área, se adota a visão de mundo sistêmica ampliada pelas ideias trazidas pelo Construtivismo e, posteriormente, pelo movimento do Construcionismo Social. Neste sentido, idealizam uma instituição que se dedique à difusão da visão sistêmica e das práticas sociais que têm este embasamento teórico.

 

 

História

Em 17 de maio de 1994, as atividades do grupo ganham identidade jurídica ao fundarem, juntos, o Instituto Noos. A partir daí, muitos se juntaram. Esse grupo de pessoas, entre voluntários, funcionários e associados, que forma hoje a equipe do Noos, junto com os apoiadores, financiadores, parceiros e redes as quais pertencemos apostam recursos, trabalho, emoção e sonhos por acreditar que uma realidade só é mudada com a participação e o envolvimento de cada um. Temos isso como princípio. Acreditamos que a realidade não nos é dada. Nós a construímos em parceria com os demais. E se cada um de nós é corresponsável pela construção do mundo, é nosso dever ético perguntar: que mundo queremos construir? O que venho fazendo para a construção desse mundo?